Escolha uma Página

A prática de transformar a biomassa em energia vem ganhando cada vez mais espaço no mercado brasileiro, principalmente no setor industrial. 

Os benefícios apresentados pela biomassa envolvem a sustentabilidade, redução de custos e até mesmo o aumento de receita para as empresas. 

Para aprofundar o seu entendimento no assunto, reunimos neste conteúdo as principais vantagens do uso da biomassa como energia. 

E ainda, quais são os 5 tipos de transformação utilizados neste processo e qual é a importância dos equipamentos para o tratamento da biomassa. Continue a leitura e confira!

Por que transformar a biomassa em energia contribui para a sua empresa?

A biomassa, que consiste em qualquer recurso de matéria orgânica, seja animal ou vegetal e renovável, pode ser utilizada como combustível na produção de energia dentro das indústrias. 

De acordo com informação publicada no site Panorama Offshore, o Ministério de Minas e Energia (MME) classifica a biomassa como a segunda maior fonte de geração de energia no Brasil. 

Outro dado interessante vem do Balanço Energético Nacional de 2019, publicado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Segunda a pesquisa, 57% da energia utilizada no setor industrial brasileiro veio de fontes renováveis, provando o grande potencial que a biomassa tem neste mercado. 

Esta alta capacidade da biomassa também é resultado da ampla atuação agrícola do país, que gera diversos tipos de produtos com potencial energético, como o bagaço da cana-de-açúcar e a casca de arroz.

Agora, em relação aos benefícios que você garante ao transformar a biomassa em energia, podemos destacar a redução de gastos operacionais, maior eficiência energética na fábrica e alta contribuição com questões ambientais.

A sustentabilidade, tema que vem ganhando maior atenção nos últimos anos, é uma das principais vantagens da biomassa, pois a queima de materiais orgânicos libera uma quantidade significativamente menor de carbono na atmosfera. Assim, a produção de energia torna-se menos agressiva ao meio ambiente. 

A biomassa também promove a economia na indústria porque utiliza, na maioria dos casos, recursos que seriam descartados. Além disso, os materiais da biomassa reduzem a corrosão nas caldeiras, fornos e outros equipamentos, prolongando suas respectivas vidas úteis.

Por fim, a biomassa também gera a oportunidade de aumentar a receita da empresa a partir da venda de energia renovável.

Assim, fica claro que uma das consequências indiretas do uso da biomassa é o aumento de competitividade da indústria no mercado.

Conheça os 5 tipos de transformação de biomassa em energia

Conheça os 5 tipos de transformação de biomassa em energia

Apesar de os processos de combustão serem os mais associados a isso, existem outras maneiras de transformar a biomassa em energia. 

Apresentamos a seguir os 5 tipos de transformação:

Pirólise

A pirólise, conforme explicamos no eBook Biomassa e seu potencial energético, ocorre através de uma reação de decomposição por meio do calor. A biomassa é exposta a altas temperaturas sem oxigênio, acelerando sua decomposição. O material resultante é uma mistura de gases, óleos vegetais e carvão vegetal.

Você verá que este processo é semelhante à combustão. Entretanto, aqui realiza-se a exposição da matéria sem a presença de oxigênio, o que contribui para que as moléculas maiores das substâncias sejam quebradas em partes menores e mais fáceis de serem processadas.

Gaseificação

No processo de gaseificação a biomassa também é exposta a altas temperaturas sem oxigênio. A diferença em relação ao tipo de transformação anterior é que as temperaturas exigidas na gaseificação são menores, e o processo resulta apenas em gases, como hidrogênio e monóxido de carbono. Estes podem ser utilizados para alimentar motores de equipamentos, ou ainda, na indústria química. 

Como os gases gerados são inflamáveis, ainda pode ocorrer a filtragem para remover certos componentes químicos. 

Combustão

Esta é uma das transformações mais comuns na indústria, produzindo energia para caldeiras ou turbinas, com uma eficiência energética que varia entre 20 a 25%.

O processo de combustão baseia-se na queima da biomassa por meio de altas temperaturas e grande quantidade de oxigênio, o que resulta em vapor a alta pressão. 

Um exemplo de aplicação da combustão é na indústria madeireira, que utiliza restos de madeira para a produção de calor e eletricidade. 

Co-combustão

Na co-combustão parte do carvão mineral que é utilizado em usinas termelétricas é substituído por biomassa, reduzindo a emissão de poluentes no processo. 

Nesta situação, o desempenho energético da biomassa fica entre 30 a 37%, representando grande economia para as empresas. 

Fermentação

A fermentação, apesar de não ser um tipo de transformação tão difundido, é um processo eficiente para a geração de energia. 

A biomassa é desintegrada, a partir de uma bactéria anaeróbica, o que forma uma mistura de metano e dióxido de carbono. 

Assim, o produto gerado pode ser utilizado para produzir eletricidade, e ainda nas indústrias de purificação de lixo e esgoto. 

A importância dos equipamentos para o tratamento da biomassa

Apesar de apresentar altos potenciais energéticos e diversas vantagens para o setor industrial, a produção de energia a partir da biomassa demanda uma estrutura eficaz e de qualidade para obter bons resultados. 

Contar com os equipamentos corretos pode fazer uma grande diferença no aproveitamento energético dos materiais processados e na eficiência da fábrica. 

A qualidade da estrutura de transformação de energia também influencia diretamente na capacidade produtiva, e portanto, na redução de despesas e geração de receitas. 

Desta forma, é fundamental buscar fornecedores qualificados e que tragam diferenciais em seus equipamentos. 

E então?

Como você viu, a produção de energia a partir da biomassa apresenta diversas vantagens, tanto socioambientais como econômicas. 

Além de todas as contribuições ambientais e redução de gastos, a biomassa também representa uma grande oportunidade de aumento de receita através da venda de energia renovável.

Os materiais classificados como biomassa são muito versáteis, permitindo o processamento por meio de variados tipos de transformação. 

Apresentamos neste conteúdo as 5 maneiras de transformar a biomassa em energia, sendo elas a pirólise, gaseificação, combustão, co-combustão e fermentação. E também, destacamos a importância de contar com os equipamentos adequados para a geração de energia. 

Nesse sentido, a Fimaco fornece soluções para combustão de diversos tipos de biomassa além de sistemas completos para recepção, processamento, classificação, manuseio e armazenagem de todo tipo de biomassa.

Você pode solicitar um orçamento sem compromisso e entender como podemos entregar uma solução eficiente para a sua indústria, basta clicar abaixo!

Solicitar Orçamento